SÉRGIO SILVA: Redutor de velocidade em CEI e retirada das caçambas em Joinville

PUBLICADO EM: 13/04/2018 - 15:48 | ATUALIZADO EM: 13/04/2018 - 15:48

POR SÉRGIO SILVA | PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

A Câmara de Vereadores de Joinville, através da Comissão de Legislação, vai discutir na próxima semana o projeto de lei complementar nº 2/2018, do vereador James Schroeder (PDT), que dispõe sobre a obrigatoriedade de recolhimento diário das caçambas de entulhos. A discussão do projeto será com representantes da Associação Joinvilense dos Transportadores de Resíduos (Ajotre).

REDUTOR DE VELOCIDADE: O Vereador Rodrigo Coelho (PSB), solicitou em ofício a Prefeitura de Joinville a instalação de um redutor de velocidade em frente ao Centro de Educação Infantil Ponte Serrada no Comasa do Boa Vista. O documento já foi aprovado em plenário e agora segue para os órgãos competentes.

O BATMAN NO PODER: O julgamento do mensalão no STF foi o primeiro momento em que um ministro da mais alta corte judicial do Brasil foi alçado ao estrelato. Com postura beligerante, envolto em inúmeras polêmicas, mas confiante na sua atuação, Joaquim Barbosa foi destaque nacional. Indicado pelo ex-presidente Lula para ser o primeiro ministro negro do STF em maio de 2003, assumiu a relatoria da Ação Penal 470 e comandou a ofensiva que condenou 24 réus, entre eles grandes nomes da cúpula petista, como José Dirceu, Delúbio Soares e José Genoíno.

No tempo em que ocupou uma cadeira no STF, Joaquim Barbosa colecionou desafetos. Marco Aurélio Mello foi o primeiro oponente com quem bateu boca no plenário. No julgamento do Mensalão, colecionou duelos com Dias Toffoli,Ricardo Lewandowski e com mais quem ousasse questionar seus métodos, incluindo jornalistas. Os entreveros, no entanto, foram mais severos e constantes com Gilmar Mendes.

A imagem controversa, aliada ao ferrenho cerco do mensalão, contribuíram para imputar a Barbosa a imagem do justiceiro do STF. Protagonizou memes. Quando assumiu a presidência do STF, em 2012, foi chamado, pela longa toga negra oficial da casa, de Batman brasileiro.

Em 29 de maio de 2014, de maneira surpreendente, anunciou sua aposentadoria do STF. Aos 59 anos, poderia estender seu mandato até os regulamentares 70 anos. O momento do anúncio de sua aposentadoria gerou burburinho no mundo politico. Estaria Joaquim Barbosa mirando um cargo nas eleições que se aproximavam?

A popularidade do ministro já estava sendo testada nas pesquisas de intenção de votos para a Presidência da República. Em 2013, no auge das manifestações de junho, seu nome chegou a atingir 15% das intenções de voto em levantamento feito pelo Datafolha, o que o colocou definitivamente como nome a ser acompanhado durante as campanhas que viriam. Gostou da matéria? Continue lendo aqui.

 

COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE