SÉRGIO SILVA: Prefeito Udo e Pinho Moreira são criticados por deputados

PUBLICADO EM: 09/05/2018 - 2:40 | ATUALIZADO EM: 09/05/2018 - 2:40

POR SÉRGIO SILVA | PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

A sessão na Assembleia Legislativa teve críticas ao prefeito de Joinville Udo Döhler (MDB) e ao governador Pinho Moreira (MDB), sobre a retirada de pauta do Legislativo pelo a para a criação da região metropolitana de Joinville.

Darci de Matos (PSD), foi o primeiro a alfinetar, dizendo o seguinte: “O prefeito de Joinville pediu e o governador, em uma atitude politiqueira, retirou o projeto que cria a região metropolitana de Joinville, mas uma região metropolitana enseja modernidade, planejamento, desenvolvimento sustentável, mais recursos e mais força política para os municípios”, ponderou Darci de Matos (PSD).

Já o colega de partido Ismael dos Santos (PSD), criticou o prefeito Udo Döhler, dizendo: “Um pedido paradoxal (que é contrario á opinião comum), o projeto das regiões metropolitanas começou em Joinville com o ex-deputado Adelor Vieira, lamentamos a atitude do prefeito”, afirmou Ismael.


RECURSOS A CIDADES: O deputado Ismael dos Santos (PSD) levou à tribuna, na sessão, a cobrança dos prefeitos pelos recursos do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam 2), prometidos pelo ex-governador Raimundo Colombo. O parlamentar afirmou que os municípios pagaram projetos para receber os investimentos da segunda edição do Fundam, na expectativa de que iria acontecer.

Dirceu Dresch (PT) acrescentou que Colombo prometeu o Fundam sem ter a garantia de recursos. E acrescentou que a política de investimentos do BNDES mudou após a queda da presidente Dilma. “O BNDES não tem mais o direcionamento social para os pequenos municípios, para promover o desenvolvimento regional. A ideia agora é concentrar. O BNDES agora vai financiar o processo de privatização, de entrega das nossas empresas.”

COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE