SÉRGIO SILVA: Luciano e Havan vem sofrendo perseguição política

PUBLICADO EM: 06/06/2018 - 1:57 | ATUALIZADO EM: 06/06/2018 - 1:57

DA REDAÇÃO | PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

Luciano Hang, o dono da Havan desde que resolveu dar a cara a tapa nas redes sociais, declarou vir sofrendo inúmeras sabotagens dos governos em todas as esferas até judiciária, como num caso recente onde, um dia após soltar foguetes pela condenação de Luiz Inácio Lula da Silva, um juiz de Porto Alegre (RS) solicitou informações a procuradoria de Blumenau para saber se o empresário estaria com seus impostos em dia.

Já em outro episódio no impedimento de Dilma, quando Luciano colocou faixas verdes e amarelas em suas lojas, o Ministério do Trabalho iniciou um varredura em suas lojas, afim de procurar pelo em ovo, e por último Hang foi acusado por uma subprocuradora de ser um dos mentores de incitar a greve dos caminhoneiros, mesmo não estando no Brasil. Luciano esclareceu que apoiou e apoia esse tipo de iniciativa, mas a um equivoco ao dizer que o mesmo incitou a manifestação.

Na coletiva Hang também disse que não tem nada a ganhar com o direito de defender seu pensamento e posicionamento em querer um governo justo e correto. Luciano Hang ressaltou que nos 15 estados da federação o governo tem procurado qualquer motivo para transformar a vida da empresa em um verdadeiro inferno.

Hang pediu que todos os empresários tivessem posição e brigassem por uma Brasil mais justo com encargos e impostos, onde todos pudessem construir e gerar emprego e renda. Além desse fato o empresário foi enfático em dizer que nosso povo vive a mercê da Petrobras, e que é a favor das privatizações para abaixar os preços.

 

COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE