Joinville tem redução de 27% nas mortes violentas no último mês

PUBLICADO: 27/03/2018 - 22:00 | ATUALIZADO: 27/03/2018 - 22:00

DE VICTOR HUGO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

Pela primeira vez, um comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) participou de Sessão Ordinária na Câmara de Vereadores de Joinville. O coronel Araújo Gomes, na noite dessa segunda-feira (26), apresentou aos vereadores, representantes da comunidade, policiais e líderes de Conselhos Comunitários de Segurança (Conseg) os trabalhos realizados pelo comando desde que assumiu a pasta, em 22 de fevereiro deste ano. O convite foi feito pelo vereador Richard Harrison (MDB).

Desde que assumiu o comando, o coronel Araújo Gomes tem optado por uma gestão orientada pelos resultados. Para isso, a Polícia Militar tem aliado o deslocamento de tropas para regiões com maiores índices de criminalidade ao uso de tecnologias. “Voltamos a explorar melhor o caráter estadual da corporação. Estamos com mais facilidade trazendo tropa de um lado para o outro e concentrando onde a estatística exige, e Joinville foi uma das beneficiadas com esse raciocínio”, explica o comandante.


Joinville e Florianópolis eram os dois municípios com maior aumento da criminalidade,  por isso, nessas cidades, concentraram-se mais ações. “O resultado é que hoje nós estamos chegando a praticamente 27% de redução das mortes violentas em Joinville; em Santa Catarina está na faixa de 29%”, acrescentou Araújo Gomes.

Idealizador do convite ao comandante, o vereador Richard Harrison, que é Policial Militar da reserva e atuou por 30 anos na corporação, lembrou que o coronel foi seu primeiro comandante na Polícia Militar. O parlamentar enfatizou, ainda, a importância desse momento para a comunidade. “Essa sessão é muito importante para nossa Casa Legislativa e aos joinvilenses. Vivemos um momento ímpar na segurança pública, Joinville carecia de ações. Suas atividades, à frente do Comando-Geral, demostra, certamente, um divisor de águas para a segurança e já vemos os resultados”, afirmou.


COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE