Dona Francisca e XV de Novembro em Joinville em péssimas condições

PUBLICADO: 25/04/2018 - 21:00 | ATUALIZADO: 25/04/2018 - 23:10

DE VICTOR HUGO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

Motoristas, pedestres e ciclistas que fazem uso de duas das maiores ruas de Joinville (SC), no Norte de Santa Catarina sabem da situação precária das ruas Dona Francisca e XV de Novembro, ambas tem em comum o fato de serem as maiores da cidade, partindo do Terminal Central de onde atravessam diversos bairros indo até as zonas rurais do Vila Nova e Pirabeiraba.

Porém a prefeitura de Joinville parece não ver essas ruas tão importantes assim, sendo que o estado de conservação delas é péssimo, tendo trechos onde carros, motos, bicicletas e pedestres tem que dividir o mesmo espaço, incidentes como pneus estourados, alagamentos em trechos de relevo causando aquaplanagem durante chuvas e sinalização ausente são um enorme perigo, em qualquer uma das vias.

Na Rua XV de Novembro que liga o Centro ao Vila Nova, após a inauguração do binário, não houve qualquer manutenção na via antiga, como recuperação da ciclovia, pinturas ou um recapeamento. O que houve na região foram apenas operações tapa-buracos que são solicitados por moradores.

Já na rua Dona Francisca, o problema não é diferente, temos trechos onde fica impossível acreditar que aquela via é uma das mais antigas e importantes da cidade, por onde passam moradores, agricultores, turistas e trabalhadores, onde se concentra o maior número de indústrias de grande porte como Embraco, Whirlpool, Britânia, Schutz e outras dezenas.

Por esse motivo, o vereador RODRIGO COELHO (PSB), quer saber da prefeitura de Joinville e do departamento de infraestrutura se existe algum projeto prevendo a pavimentação asfáltica destas ruas, considerando ou não acostamento e ciclovia e também se existe algum projeto prevendo a revitalização destes trechos, também se a resposta for afirmativa valores e prazos devem ser respondidas no ofício.

Lembrando que a Prefeitura de Joinville, recebeu um valor para recuperação de vias na cidade, mas segundo o documento as duas vias não estão incluídas nesse orçamento.

COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE