Presidente do TRE fala em Joinville das Fake News

PUBLICADO: 09/05/2018 - 2:00 | ATUALIZADO: 18/05/2018 - 3:25

DE VICTOR HUGO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

O presidente do TRE-SC, Ricardo Roesler, agradeceu em reunião na Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) a parceria com a organização, Sesi e Exército que contribuiu para o cadastramento biométrico de 83% dos eleitores na cidade.

Na empresa Tupy, foram sete mil cadastramentos; na Whirpool, seis mil; e no condomínio industrial Perini, mais de dois mil. “Agradeço e enalteço a parceria da ACIJ e sei que podemos contar com a entidade nesta e em outras ações”, reconheceu o desembargador.

“Esta será a maior eleição da história, com cinco milhões de eleitores em Santa Catarina. No Brasil 57% dos eleitores terão voto biométrico. Em Santa Catarina, mais de 60%”. Roesler defende o fim da política detratora. “É preciso que partidos e candidatos sejam propositivos. É importante que o eleitor identifique a mensagem positiva”.


Segundo ele, os veículos de comunicação devem privilegiar a boa política, abrindo espaço isonômico aos candidatos, para não haver o desiquilíbrio. “As fake news são sérias ameaças ao pleito. Não elegerão ninguém, mas podem destruir candidaturas. Temos um conselho para tratar as notícias falsas”.

Ricardo Roesler instituiu o Comitê Consultivo da Internet para combate às fake news, para acompanhar e fiscalizar as eleições, reunindo polícias, técnicos de informação e vários profissionais que possam colaborar. A ideia é coibir não somente quem produz notícias falsas, mas também quem compartilha as fake news.

O presidente do TRE-SC destacou o título de eleitor digital, disponível nestas eleições, como forma de reduzir fraudes, assim como a biometria.


COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE