Águas de Joinville desmente funcionário de terceirizada

PUBLICADO: 21/06/2018 - 16:22 | ATUALIZADO: 21/06/2018 - 16:22

DE VICTOR HUGO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

Um funcionário da Terra Norte, empresa terceirizada que realiza serviços para a empresa Águas de Joinville, afirmou que proprietários de casas ou terrenos que tenham algo que impeça a leitura ou corte de água no registro receberão multa e caso tenha o modelo antigo de registro serão obrigados a colocar a caixa padrão.

A Companhia Águas de Joinville foi contactada para se explicar sobre a fala do funcionário da Terra Norte, e disse em nota o seguinte:

“O procedimento adotado para corte permanece o mesmo: em caso de corte no cavalete inviabilizado por falta de acesso ao hidrômetro, o proprietário/morador é contatado e informado sobre o débito em aberto. Caso o débito ainda esteja pendente, a tentativa seguinte é como corte no ramal.

A Companhia não multa sem antes notificar o usuário. O mesmo tem 15 dias após o recebimento da notificação para apresentar defesa.

No caso de notificações por falta de acesso ao hidrômetro, é solicitado ao usuário que instale a caixa-padrão no prazo de 120 dias. Somente após este prazo, a multa por não instalação da caixa-padrão pode ser aplicada.”

COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE