Águas de Joinville revolta moradores com falta de água

PUBLICADO: 18/06/2018 - 1:55 | ATUALIZADO: 18/06/2018 - 1:55

DE VICTOR HUGO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

A Companhia Águas de Joinville deixou ao menos 60% da população sem água neste domingo, situação que a própria empresa diz que será sanado completamente na noite desta segunda-feira (18).

A questão é uma obra realizada na rua Itajaí no centro, onde a Prefeitura de Joinville e a CAJ, enviaram comunicado que a obra afetaria apenas nove bairros da zona sul e o restabelecimento seria feito ao longo da segunda. Até então tudo bem foi realizado o aviso com antecedência de mais de quatro dias, mas a surpresa veio no final da tarde de domingo (17).

Em uma nota no facebook, a empresa disse o seguinte: Para que fosse possível realizar a obra na rede da rua Itajaí, no Centro, a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Cubatão teve de ser desligada neste domingo (17). Assim, o abastecimento nas zonas Sul, Leste e Norte de Joinville está comprometido. A previsão é de que o sistema volta ao normal na noite se segunda-feira (18).

Postagem realizada às 17h de domingo, quando a estação já estava desligada a certas horas e a população foi pega de surpresa, já que a informação inicial era apenas 9 bairros e água voltaria ao normal durante a segunda-feira. Mas ocorreu o contrário a Estação de Tratamento de Água do Cubatão (ETA), foi desligada, ocasionando um desabastecimento de 60% na cidade de Joinville, gerando centenas de reclamações da população.

VEJA ALGUNS COMENTÁRIOS FEITOS POR MORADORES NA PÁGINA DA COMPANHIA ÁGUAS DE JOINVILLE:

M.H: Primeiro falam que as obras afetarão moradores da zona sul, agora a eta Cubatão é desligada é praticamente todo mundo sem água? Falta de respeito com a população se todos têm que pagar a Águas de joinville também vai ter que pagar $$$$



S.R.L: Pois é. Mas deveriam ter avisado. Infelizmente a casa q moro hj não tem caixa. Não tenho condições de providenciar no momento e se fosse avisado ontem,,eu teria reservado água em baldes p pelo menos usar o banheiro e lavar as mãos. Tive que apelar p visinhos. Constrangedor e triste. Pagamos caro pelo consumo. Na minha opinião, poderiam ter feito isso ontem e não hj. Aliás, ontem tbm precisei de água e não tive pela manhã. Lamentável esta situação. Estou pensando em sair dessa cidade por tantas coisas que sou obrigada a aguentar


R.R.C: Caso você tenha algum serviço público essencial (energia elétrica, telefone, internet ou TV) suspenso, o usuário de tais serviços sempre tem o direito de desconto sobre o valor da tarifa aplicada, pelo período em que ele for interrompido. Porque com o fornecimento de água é diferente?
Não há nada mais essencial ao ser humano humano do que a água. É uma questão de dignidade. Praticamente, toda à Zona Sul da cidade ficará dois dias inteiros sem um gota de águas nas torneiras e mesmo assim, não haverá qualquer abatimento por parte da Companhia Águas de Joinville. Muito pelo contrário: Teremos de pagar a tarifa municipalizada de água mais cara do Estado, mesmo não tendo o serviço fornecido.
Onde está à Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento – ARIS que deveria defender o consumidor, mas permite essa pratica abusiva?


E.M: Primeiro cortam a água, horas depois avisam a população?
Tô no centro e estamos sem água desde as duas da tarde!
Muito eficiente a administração!
Deveriam descontar da conta de água a mesma proporção de vezes que cortam a água!
Palhaçada!


C.R.M: Ai, ai… a novela continua… Já ficamos sem água quase uma semana na outra vez justamente para que não precisasse desligar a estação de tratamento. Pelo menos foi a desculpa que deram na época aí marca uma obra bem no dia de jogo do Brasil! A ta!


S.C.J.C: eu com 4 crianças em casa tipo e a comida pra nois fazer pras crianças …eu nao me previni de encher tanque ,de colocar agua na geladeira nao enchi nada porque os incopetente nao avisarao nois

Encaminhamos um e-mail a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Joinville e até o fechamento desta matéria, não tivemos retorno.


COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE