Votar antes das 16 horas por causa do horário de verão é boato falso

PUBLICADO: 24/10/2018 - 2:36 | ATUALIZADO: 03/11/2018 - 14:19

DE VICTOR HUGO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

Muitos usuários de redes sociais estão compartilhando a informação que a população deve votar antes das 16 horas no próximo domingo, e que após esse horário os votos não são contabilizados em razão do horário de verão. Porém isso é boato.

As pessoas estão pedindo para disseminar esse boato falso, com a alegação que a urna eletrônica trabalha com horário de verão, o que não é verdade. A Urna eletrônica não faz qualquer menção a horário para registro do voto.

Antes do início da votação o supervisor da sessão eleitoral inicia a urna e imprimi um boletim com o nome de todos os candidatos, essa lista é conferida e assinada.

As pessoas que chegam até às 17 horas na sua sessão recebem uma senha caso haja fila, somente depois do último eleitor é que o supervisor novamente emite um boletim em três vias com todos os candidatos e nele sai a quantidade de votos, após esse momento a urna não recebe mais votos e o cartão de memória e bloqueado automaticamente e encaminhado para a justiça eleitoral, onde é feita a contagem.

Então essa informação não procede, já que se existir cem pessoas na fila de votação às 17h, todas poderão votar levando o tempo que for preciso é somente então a votação é dada por encerrada naquela determinada sessão.


VEJA O QUE DIZ O TSE SOBRE ESSE BOATO: Por solicitação do TSE, o início do horário de verão foi alterado para depois do 2º turno das Eleições 2018. Portanto, as urnas estarão preparadas para funcionar no mesmo horário que funcionaram no 1º turno.

O Código Eleitoral determina o dia e a hora em que devem ocorrer as eleições ordinárias: o primeiro turno deve ser das 8h às 17h do primeiro domingo do mês de outubro; o segundo turno, no mesmo horário do último domingo do mesmo mês.

Ocorre que, devido aos quatro fusos horários observados no país, a votação não se inicia nem se encerra de modo concomitante em todo o território nacional, e o horário de verão contribui para agravar essa situação.

Adotado em 10 estados e no Distro Federal, o horário de verão foi adiado em 2018 para o início de novembro, ou seja, só começará após as eleições.

Como não haverá nenhuma mudança no final de semana dos dias 27 e 28 de outubro, os eleitores poderão votar no horário normal. As urnas não estão programadas para entrar no horário de verão antecipadamente, mas sim, para funcionar no horário oficial.


COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE