Museu de Sambaqui de Joinville está com exposição Montes de Conchas

PUBLICADO: 04/11/2018 - 18:30 | ATUALIZADO: 04/11/2018 - 18:57

DE VICTOR HUGO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

Joinville (SC): O Museu Arqueológico de Sambaqui de Joinville está com a exposição Sambaquis “Montes de Conchas, Montes de História”. A temática discorre sobre evolução humana, sobre os construtores de sambaquis, trabalho e tecnologia na sociedade sambaquiana, recursos, alimentação e mundo simbólico.

Mapas mostrando a construção de sambaquis no mundo e no Brasil, além de informações sobre a cultura material destes povos e de como eles exploraram, por milênios, os recursos naturais propõem um diálogo entre as sociedades do passado e a atual. Todo o conteúdo expográfico foi desenvolvido pela equipe técnica do museu, que teve o projeto visual feito pelo museólogo e designer Ricardo Alberton Fernandes.

Além dos 16 painéis expositivos, a exposição Sambaquis Montes de Conhas, Montes de História terá ainda réplicas de crânios humanos, que ilustram a evolução humana, e a reprodução de um sepultamento, com esqueleto de resina, no sambaqui experimental. Todo o projeto foi desenvolvido em 10 meses. Com este novo espaço expositivo, além de ampliar o atendimento educativo, o Museu de Sambaqui de Joinville pretende promover novas reflexões sobre o patrimônio arqueológico da cidade e região.


“Foi um conteúdo pensado e trabalhado com muito carinho. Poderemos atender, simultaneamente, grupos de estudantes na área interna, que traz a tipologia de acervos que o museu tem, e na área externa, onde estamos retomando as questões de arqueologia e sambaquis”, explica Roberta Meyer, coordenadora do Museu. Segundo ela, a ideia é provocar o diálogo, olhando os povos que viveram na região há 5 mil anos. “Podemos observar como souberam viver o coletivo, e o que estamos fazendo hoje, como estamos tratando o nosso espaço”, comenta.

Projeto contemplado no Edital Elisabete Anderle: O projeto da exposição foi contemplado no Edital Elisabete Anderle, em 2017, na categoria Patrimônio Cultural, Prêmio Catarinense de Museu, no segmento Comunicação e Difusão. O projeto No Átrio da Arqueologia: implantação de sistema de comunicação museológica no Museu Arqueológico de Sambaqui de Joinville teve premiação no valor de R$ 55 mil.

O objetivo do projeto foi implantar um sistema expositivo na área externa, em específico no pátio interno. Além do desenvolvimento de conteúdos para painéis expositivos, o projeto investiu em melhorias na infraestrutura, como aterro e colocação de pó de brita, limpeza e pintura em todo o pátio interno, instalação de novas luminárias, proteções para sol e chuva, pintura mural, reproduções de acervo e até para-ciclos.

Desenvolvido pelo especialista cultural educador, Gerson Machado, o projeto teve a participação da equipe técnica da instituição, assim como de voluntários da Associação de Amigos do Museu. Todo o layout para requalificar o espaço externo teve a colaboração da arquiteta Karina Wetzel, assim como as correções ortográficas e a tradução para o inglês tiveram apoios voluntários (Odete Meyer e Rodrigo Costa Brosco, respectivamente).


COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE