Prefeito de Balneário Camboriú pode sofrer processo por imbrobilidade

PUBLICADO: 08/11/2018 - 19:32 | ATUALIZADO: 08/11/2018 - 19:32

DA REDAÇÃO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

O governo de Fabrício de Oliveira do (PSB) anda um pouco na ré do que é a cidade de Balneário Camboriú (SC) é na sua essência, o ex-promoter do antigo Clube Baturite vem através de seus secretários mostrando uma postura um tanto estranha.

Primeiro foi contra a aprovação do mega porto para transatlânticos alegando não ser do interesse da cidade, se deu mal já que a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) aprovou, em reunião colegiada, a outorga de implantação e exploração de porto turístico para a PDBS, dona do projeto BC Port. Veja aqui a matéria.


Agora em pleno século 21, alguns tradicionais eventos criados e idealizados já nos antigos governos de vem sendo tomadas de ré, como o caso do do “Encontro dos Amigos” e a “Parada LGBT”, que a prefeitura não aceita ceder estrutura e seu secretário de turismo disse a NSC que o evento ofende pessoas que são cristãs, conservadoras. Uma nítida e clara tomada de decisão homofóbica por parte do poder público. Veja aqui a matéria.

Mas o Ministério Público de Santa Catarina já esta de prontidão para atuar nesses casos e intimou o prefeito Fabrício de Oliveira a se manifestar, já o promotor disse que irá até o fim para o evento venha a ocorrer e caso o prefeito Fabrício de Oliveira esteja discriminando o evento, será processado por improbabilidade administrativa.


COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE