14 bairros de Joinville registraram homicídios em 2018

PUBLICADO: 04/01/2019 - 18:41 | ATUALIZADO: 04/01/2019 - 18:41

DA REDAÇÃO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

A Delegacia de Homicídios de Joinville completa 32 meses de exercício contínuo com resultados consistentes na efetividade das investigações conduzidas pela Especializada. Os registros mostram que em 2018 foram identificados 161 indivíduos autores de homicídio e presos em razão das investigações conduzidas pela DH.

A avaliação dos números e resultados revela uma crescente nos índices de produtividade e eficiência. Em 2016 foram 55 prisões, enquanto em 2017 houve 91 indiciamentos. As 161 prisões de 2018 representam um aumento de 77% se comparado ao ano anterior.

Os resultados estão proporcionalmente vinculados à diminuição do total de homicídios em Joinville. Foram registrados 121 casos em 2016 e 124 ocorrências no ano seguinte. Em 2018. o número foi de 84 mortes violentas.

Isso mostra que a taxa de homicídios (principal índice a aferir violência) foi de 24,8 casos para 100 mil habitantes em 2016. A taxa no ano passado ficou em 14,61, imprimindo uma redução de 10,2 mortes para cada cem mil habitantes.





HOMÍCIDIOS POR BAIRRO EM JOINVILLE NO ANO DE 2018

Jardim Paraíso – 22
Paranaguamirim – 14
Pirabeiraba – 6
Aventureiro – 5
Comasa – 4
Fátima – 4
Jardim Iririú – 4
Escolinha – 2
Vila Nova – 2
Costa e Silva – 2
João Costa – 2
Atiradores – 2
Nova Brasília – 2
Iririú – 2

As investigações conduzidas pelas DH mostraram, também, que a maior parte das mortes violentas em Joinville acontece em conflitos envolvendo organizações criminosas, sobretudo pela guerra existente entre diferentes grupos. Desse modo, as apurações acumulam um grande volume de dados de inteligência e também elementos de prova que são usados em âmbito judicial para condenações relacionadas ao crime organizado.

Conveniente lembrar que em 2018 foi instalada a Vara do Tribunal do Júri na Comarca de Joinville, órgão do Poder Judiciário com competência diretamente relacionada à atribuição da DH que, ao lado das promotorias do Ministério Público, traduzem maior celeridade nas demandas cautelares, elemento essencial no andamento eficaz das investigações.

Os resultados apresentados pela DH Joinville e demais unidades policiais civis, somados a atuação de todos os órgãos executivos que compõem o corpo da segurança pública estadual, notadamente Polícia Militar e Instituto Geral de Perícias, constitui elemento fundamental a trazer os índices a patamares aceitáveis e colocar Santa Catarina em evidência nacional em matéria de segurança.


DEIXE SEU COMENTÁRIO...