PSB, PT, PSOL, PDT, PROS, PCdoB e SOL criam grupo de oposição a Bolsonaro

PUBLICADO: 30/01/2019 - 1:39 | ATUALIZADO: 29/03/2019 - 15:41

DA REDAÇÃO | FALE CONOSCO

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), Partido dos Trabalhadores (PT) e Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), já haviam anunciado no último dia 22 de janeiro de 2019, a formação de um blocão de oposição ao governo de Jair Messias Bolsonaro. Os três partidos juntos possuem 96 deputados federais, mais isso é pouco para uma oposição que pretende enfrentar o governo, como disse a líder a deputado Gleisi Hoffman (PT) na reunião com o presidente do PSB e PSOL.

O bloco já se reuniu com outros três partidos, PCdoB, PDT e REDE, a deputada federal Gleisi disse o seguinte: “Achamos que isso é fundamental para fazer um enfrentamento firme ao governo Bolsonaro, que já demonstra não ter capacidade de sustentação”, disse a deputada eleita.


Unidos: Um grupo de trabalho integrado por representantes das fundações de sete partidos políticos – PDT, PSOL, PSB, PCdoB, PT, PROS e Solidariedade, batizado de Observatório da Democracia – deverá ser oficialmente lançado nesta quinta-feira (31), às 17 horas em Brasília, com a tarefa de acompanhar, avaliar e criticar as ações iniciais e os projetos do governo Jair Bolsonaro.


Eleição: A eleição para a Presidência da Câmara e demais cargos da Mesa Diretora está marcada para o dia 1º de fevereiro, após a posse dos parlamentares da nova legislatura. Até agora, já anunciaram candidatura à presidência da Câmara:
Alceu Moreira (MDB-RS)
Capitão Augusto (PR-SP)
Fábio Ramalho (MDB-MG)
JHC (PSB-AL)
Kim Kataguiri (DEM-SP)
Marcel Van Hattem (Novo-RS)
Marcelo Freixo (Psol-RJ)