SÉRGIO SILVA: Prefeitura de Joinville culpa empreiteira pelos buracos

PUBLICADO: 10/01/2019 - 22:48 | ATUALIZADO: 17/01/2019 - 19:17

DA REDAÇÃO - PARA: DIÁRIO DO COTIDIANO | FALE CONOSCO

A Prefeitura de Joinville já não sabe mais qual desculpa dar para tantos buracos na cidade, em entrevista em dezembro de 2018, o prefeito Udo Döhler havia culpado as longas chuvas e as administrações anteriores, agora o secretário de infraestrutura colocou a culpa na empreiteira.


Udo Döhler em 2018: Na entrevista concedida ao jornalista Marcos Pereira da Rádio Globo, o prefeito havia culpado o longo período de chuvas e as gestões passadas (Luiz Henrique, Wittch Freitag, Carlito Merss e Marco Tebaldi), por realizarem asfalto casca de ovo.


Secretário em 2019: Neste dia 10 de janeiro, a culpa já partiu para uma das duas empreiteiras que segunda a prefeitura não estaria conseguindo realizar a operação tapa-buracos no novo valor determinado em contrato de R$ 62 reais o metro, quando o valor anterior era R$ 80. O secretário Romualdo França também disse que o asfalto tem que ser preparada para aguentar entre 20 e 30 anos.



30 anos de asfalto, jamais: Para se ter um asfalto de qualidade onde o petróleo é uma das matérias primas essências, não tem como se ter uma sequer empresa que faça um asfalto de qualidade, querendo nas licitações estipular um valor de casca de ovo.

Também não da pra aceitar a desculpa que a empresa é culpada, já que o prefeito e sua comitiva tem que ser realista que a Águas de Joinville é uma das principais responsáveis por buracos e remendos mal feitos.


Omissão: A população é cliente e a prefeitura a fornecedora, a população se acostumou a aceitar tudo seja bem feito ou não.

Tem que haver cobrança da imprensa, população e defensoria pública. Já que no momento de se pedir o pagamento do IPTU as propagandas enchem as redes sociais, televisões, rádios e outdoors. Então se existe erro de alguém deve-se assumir e não culpar um terceiro do qual o cidadão não tem nada com ela e sim é contribuinte da prefeitura de Joinville.


COMENTE SOBRE ESSA MATÉRIA

COMPARTILHE