Júri condena membros de facção pela morte de PM em Joinville

PUBLICADO: 10/05/2019 - 21:41 | ATUALIZADO: 12/05/2019 - 22:07

DA REDAÇÃO | FALE CONOSCO

Dois homens foram condenados pelo Tribunal do Júri da Comarca de Joinville na madrugada desta sexta-feira pelo homicídio de um Policial Militar. Outros três integrantes da facção responsável pelo crime foram condenados por organização criminosa. As penas aplicadas aos cinco acusados, após mais de 17 horas de julgamento, vão de 29 a cinco anos de prisão.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público relata que o crime aconteceu em outubro de 2017, no interior de uma loja na Zona Sul de Joinville, quando o policial militar foi assassinado enquanto comprava um presente para o filho que estava de aniversário. A vítima estava de folga naquele dia e foi surpreendida pela ação dos agentes. O policial tinha 43 anos, 19 deles dedicados à função.

Lucas Fernando Comandolli e Rodrigo Ferreira de Lima foram condenados por homicídio duplamente qualificado – por ter sido praticado com emboscada e contra policial militar – e organização criminosa e receberam as maiores penas: respectivamente, 28 anos e 29 anos e quatro meses de prisão, em regime inicial fechado. 

Os demais integrantes da facção – Jeferson Diego Padilha, Grazieli de Freitas Oliveira e Rafael Ferreira de Lima – foram condenados por associação criminosa. Jeferson foi condenado a oito anos  e dois meses de reclusão em regime inicial fechado e os demais a cinco anos e quatro meses de prisão cada um, em regime inicial semiaberto.

O Promotor de Justiça, Marcelo Sebastião Netto de Campos representou o Ministério Público na sessão de julgamento, presidida pelo Juiz Gustavo Henrique Aracheski.